São tantas coisas

São tantas coisas

Futuro

Incerto?

Modesto?

Não fala

Se cala

Junta aqui e ali

E bagunça quando quer

Faz olhar a sombra

Faz molhar a conta

Aponta

E desaponta

Os pensamentos

Os olhares

Mistério

Lembranças

Era manhã

Era tarde

Era noite

Vagueava entre a multidão

Num instante

Num instante

Somente prestava atenção

Planejava no coração

Aquela doce ilusão

J. Nobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s