Eu ainda sou o mesmo

Não importa o tempo que passar

Vai ser eterno

Enquanto durar

As ruas não mudaram

As faixas estão no mesmo lugar

Paredes cinzas

Talvez queiram falar

Os jornais voam pela cidade

Denunciando o que está em seu olhar

Letras e tintas

Estampadas em minha pele

Eu digo espere

Não mude o tema de lugar

Pois o tempo ainda escreve

E eu posso provar

J. Nobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s