Seus beijos são doces ao meu paladar
Seu cheiro é suave
E ao mesmo tempo tão marcante
Sua voz é como os mais belos acordes
Quando chegam aos meus ouvidos
Sua elegância me fascina
O teu caminhar intrépido
Ao meu encontro vens
Sua mão entrelaçada na minha
Quando leva à boca
Beija-a
Sinto a leveza
Os meus pés elevarem
Eu ouço a chuva
Tu ouves?
E a sinfonia
Da minha orquestra predileta
Mãos que fascinam
Que criam
Nossa obra
Entreolham-se
Ao som do artista e a poetisa
Suas palavras cultas
Me fazem viajar sem mover os passos
Vamos aonde desejarmos
Com ternura
É o seu olhar
Ouço Bach, air
As marcas em minha alma
De carinho
Entrego
Meu bom dia estampado no papel
Com marcas de carmim
Enquanto da janela ouço os pássaros
Copiosamente cantarem
Envio para ti
Ouço-os
Entre notas soadas
Não parem

J. Nobre