Liberdade, é sentir-se pleno
Poder voar e retornar
Doar-se sem cobrar e sem esperar
Visitar aquele amigo
Colher flores pelo caminho
Enfeitar a sua casa
Ouvir mais o canto dos pássaros
Poder sentir o cheiro das coisas
O sabor da vida
Correr ao encontro de quem amamos
Fotografar as estrelas e contemplar o seu autêntico e fascinante movimento
Sair em uma expedição pela floresta
Fazer o que tem vontade
Não aprisionar-se em pensamentos
acelerados
Silenciar-se quando for preciso
E falar quando for necessário
A vida passa depressa
Diante dos olhos dos não apreciadores
dela
Liberdade pode ser
Abraçar-se a uma árvore
Contemplar a sua seiva
Enquanto escorre lentamente
Envolvendo tudo o que encontra pela
frente
Tocar em suas raízes
E entre elas desenterrar o seu âmbar
Colocá-lo contra luz do sol
E ver a sua cor
A sua essência
Um dia fora maleável
Com o tempo se enrijecera
Porém, as circunstâncias não impedem dele ser quebrado
E dentro ainda pode-se encontrar vida?
A liberdade…
É poder ser um questionador
Um descobridor
Um experimentador
Liberdade. Ah! Liberdade, que todos almejam, mas somente os afortunados
de espírito a saboreiam.

J. Nobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s